25.4.16

Puja
(agradeço e aceito)


Não quero
mais ser
a doença
da sua vida.

O motivo
dessa caminhada
estar
na mão errada.

A contramão
do nosso
merecimento
na imensidão.

Na vida
da nossa
criança
Roubada.

Aureolada
na marcha
rancho
dentro
da estrela
azulada…

Eu posso
ser
o seu
amparo
para dor.

Apenas
por amor,
não mais
por culpa
ou medo.

Saiba que
os tolos
também
tem
segredos.

saiba que
as crianças
também
falam
sério…

E por
falarem
tanto
conheci
Miguel…
em forma
de anjo
pousado
do céu.

Adoçando
o dia…
do casamento
de seus
pais.

Saiba
santificar
as suas lágrimas.

Saberei
glorificar
o meu destino…

saiba que
estarei
em outro plano

no colo
do nosso

menino.

5.4.16

Lupus

Húmus omini lupus

Maia

Preciso quebrar o meu contrato
Com a dor.
Parar de beijar o seu retrato
Amor...
Entender O meu desiderato.
Compor um novo trato,
Um pacto com o mundo.
O universo é meu prato,
Me alimento.
O seu alento
Se faz senhor
De modo abstrato.
O meu lamento,
Se perder tanto amor
Eu desidrato.